Seguidores

sábado, 11 de agosto de 2012

2 BC ESCRITOS LISÉRGICOS - VEGETARIANISMO E VEGANISMO. QUAL O SEU CONCEITO?


2 BC DO BLOG  ESCRITOS LISÉRGICOS

VEGETARIANISMO E VEGANISMO
Desde criança fui educada no conceito de que comer carne e peixe, é essencial para uma alimentação saudável. Fui crescendo e comendo, e cozinhando e comendo... e fazia com cada petisco!!! Modéstia à parte sou uma boa cozinheira, segundo a opinião de quem come os meus petiscos. rsrs.
A descoberta de uma forma de vida, mais interior, valorizando o que somos e não o que temos, a prática de meditação, a valorização da vida, de toda a vida animal... enfim, à medida que fui adquirindo novos valores, veio a necessidade de mudança também a nível de alimentação. Comecei por experimentar a alimentação macrobiótica. Consultei um especialista neste tipo de alimentação, mais exactamente o dr. Francisco Varatojo, director do Instituto Macrobiótico de Portugal. Fez-me um plano de dieta personalizado baseado em cereais integrais, grãos, vegetais e algas. Esta alimentação baseia-se também no equilíbrio Yin e Yang do nosso organismo, para termos uma vida saudável. Com esta alimentação, senti-me muito melhor a nível de saúde vendo menorizados os meus problemas, além de perder bastante peso. Mas numa casa de carnívoros, ter que fazer dois tipos de alimentação é complicado, dá trabalho e torna-se muito cansativo para quem cozinha. E claro, eu desisti.
Voltei a começar outras vezes, mas parei sempre.
Quando a minha filha teve um problema grave de saúde, (e tem, pedras na vesicula, e não pode ser operada),constatámos que a carne lhe era prejudicial, e começámos a fazer uma alimentação vegetariana. Durante algum tempo, cortámos radicalmente as gorduras, e cheguei até a criar algumas receitas específicas sem qualquer tipo de gordura, porque não encontrei nenhum tipo de alimentação que tivesse receitas totalmente isentas de gordura.







Vou deixar aqui uma dessas minhas receitas para quem quiser ou precisar experimentar. Pode dizer-se que esta é uma receita vegana.
SEITAN COM BATATA-DOCE
Ingredientes
400g de Seitan
500g de Batata-doce
1 Cebola
2 Dentes de alho
1l de Leite de soja
3 Colheres de sopa de farinha
250g de Natas de soja
1 Folha de louro
Sal, pimenta, nós moscada e sumo de limão, qb
Corta o seitan em quadradinhos pequenos e tempera com alhos, sumo de limão, pimenta e nós moscada, e reserva.
Descasca as batatas-doces, corta em quadrados e põe no fundo de um pirex.
Por cima põe o seitan.
Corta a cebola em rodelas finas e leva ao lume com um pouco de leite de soja até ficar transparente. Põe sobre o seitan.
Faz um molho bechamel com o restante leite e a farinha. Tempera com sal, umas gotas de sumo de limão, e junta as natas de soja.
Cobre todo o preparado anterior com este molho e vai ao forno, até ficar lourinho e as batatas cozidas.
BOM APETITE (a quem quiser experimentar) J

 Passado algum tempo, com a melhoria do estado de saúde da minha filhota, voltei a introduzir gordura nos cozinhados, mas apenas azeite, porque o sistema neurológico precisa de alguma gordura. Mas tem que haver um grande equilíbrio para não haver deficits nutricionais, e claro, passado algum tempo ficou com anemia.
Como não temos conhecimentos suficientes sobre vegetarianismo, resolvemos de vez em quando adicionar à nossa alimentação carnes brancas e peixe. Com alguns suplementos alimentares, a anemia desapareceu, e continuamos a ter uma alimentação com muito pouca carne e baseada principalmente em cereais, vegetais, frutas e algas.
Deixo aqui uma receitinha vegetariana inventada por mim, muito simples deliciosa e saudável, para quem quiser experimentar.


SALSICHAS DE SOJA COM FUSILLI

Fiz para duas pessoas.

Ingredientes:

4 salsichas de soja
1 lata de cogumelos laminados
1/4 de um pacote de massa de fusilli (mais ou menos)
1 cebola
2 dentes de alho
1 folha de louro
1 colher de sobremesa de massa de pimentão
2 colher de sopa de polpa de tomate
1/2 pacote de natas de soja
1 raminho de coentros
sal e azeite q.b.

Num tacho põe o azeite e a cebola picada, o alho picado e o louro. Assim que a cebola começar a amolecer, juntar logo as salsichas cortadas em rodelas, a polpa de tomate e o pimentão, para não deixar fritar. Juntei um pouco de água, deixei ferver e juntei a massa e os cogumelos lâminados. Acrescentei mais um pouco de água, suficiente para cozer a massa, temperei com sal e deixei cozer em lume brando. No final deve ficar com caldo. Depois da massa cozida, juntei as natas de soja, os coentros picados e desliguei imediatamente o fogo. Deixei repousar um pouco, e depois deliciei-me a comer.
Que delicia!
Bom apetite!

E é assim, não me considero uma vegetariana, porque de vez em quando como carne ou peixe, mas sou fã, gostava mesmo de saber como se faz esse equilíbrio para poder prescindir totalmente da carne e do peixe. Embora não seja esse o motivo principal que me move, (se calhar devia ser), prezo muito a vida, e hoje tenho dificuldade em matar qualquer bicho, nem que seja uma mosca. E então agora sou assim, “não faço mal a uma mosca”! rsrsrs.

Espero que a minha experiencia nestas andanças contribua de algum modo para ajudar alguém.









9 comentários:

Christian V. Louis disse...

Idália, ao ler seu texto já provocou a minha natural gulodice. ahahaha.
É muito bom ter a companhia de uma boa cozinheira (ou cozinheiro, eu consigo a proeza de queimar pipoca no microondas, portanto, nunca poderei me considerar um chef) e vou escrever isto pela segunda vez, visto que uma outra participante escreveu o mesmo em seu post: sempre imaginei que quem cozinha é quem comanda, portanto, assim seria mais fácil adotar uma dieta vegana ou vegetariana apenas.
Parece que me enganei...
Eu li o relato de sua filha e posso imaginar o sofrimento que tiveram, desde o início, com a saúde frágil dela, o que as obrigou forçosamente a ficar revendo tipos de dietas para que seu organismo pudesse se adaptar adequadamente.
Dieta macrobiótica é a mesma vegana ou há alguma diferença? Tenho esta dúvida, já ouvi falar desta dieta, contanto, não sei se é a mesma coisa.
Adorei a sua ideia de indicar receitas saudáveis aos seus leitores.
Esta sua receita de salsicha eu apenas excluiria os cogumelos. Não sou enjoado com comida, mas cogumelos é algo que não me apetece realmente.
E não se preocupe por haver se atrapalhado com o link, não é burrice, é que quando o usamos por primeira vez nos confude mesmo, também me atrapalhei todo a primeira vez que usei na blogagem do Café entre amigos da blogueira Patrícia.
Agradeço por ter participado da Coletiva.
Meus muitos parabéns pelo seu post!

Isa E. disse...

Olá, Idalia!
É um enorme prazer conhecer o seu blogue. Gostei bastante do seu texto.
Achei interessante você dizer que, ao adquirir novos valores, sentiu necessidade de alterar a maneira como se alimenta. E que depois, por causa da sua filha, efetivou essa mudança.
Acho que, seja por necessidade, seja por opção, as mudanças que nos tornam pessoas melhores são sempre bem-vindas e criam em nós a consciência de que podemos ajudar o mundo a se tornar um pouquinho melhor.
Parabéns pela sua participação na blogagem coletiva e muito obrigada pela sua carinhosa visita e comentário!
Passo a acompanhar as suas publicações e vou fazer a sua receita de seitan com batata-doce!
Um grande abraço!

Centelha Luminosa disse...

OLá Idália , boa noite!

Muito interessante o teu relato sobre a alimentação em sua casa, e observar que a dificuldade em mudar hábitos alimentares, é muito maior do que possamos imaginar, lendo as postagens dessa coletiva, ou seja por causa da saúde, ou por motivos espirituais, como a meditação, ou reflexões a respeito de uma alimentação mais saudável.

Seja como for, gostei das receitas, que criativamente você incluiu à sua postagem. Parabéns Idália!

Linda noite pra você!

B jos da Lu...

Cozinha de Mulher disse...

Oi Idália... amei sua participação na BC do Christian... Aliás uma BC maravilhosa...
Eu adorei pesquisar sobre vegetarianos.. e como eu disse no meu blog.. tem que ter determinação minha amiga.. se não.. não consegue mesmo..

Amei as dicas das receitas...

Um beijo carinhoso
Sheila

Alê Lemos disse...

Achei muito bacana seu post. Além de dicas de alimentação, você não mostrou uma posição muito radical, e na minha experiência, nós pagamos caro pelo radicalismo.

Cris Henriques disse...

Olá Mammy!

Gostei de ler a tua participação nesta BC, penso que foi uma óptima ideia postares algumas das receitas. Esta do fusilli é uma delicia, uma pessoa "fusilliciada" por mais. hehehe O extremismo nunca é muito bom para a saúde...

Adoro-te.

Beijinhos da filhona,

Cris Henriques

http://oqueomeucoracaodiz.blogspot.com

Gracita disse...

Oi Idália. Uma participação belíssima na blogagem promovida pelo Christian. E que receita maravilhooooosa! Amei.
Um lindo domingo para você recheado de amor e carinho. Beijinhos com muita ternura
Gracita

VERINHA disse...

Olá Idália é um prazer em conhecer a mãe da Cris, um encanto de pessoa. Imagino todo seu esforço em ajudar sua filhota.
Linda participação na BC, adorei as receitas.
Beijinhos da Verinha.

http://eternamentevv.blogspot.com.br/2012/08/segunda-blogagem-coletiva-vegetarismo-e.html

*♡* Jane Dos Anjos *☆* disse...

Idalia... que delicia de postagem, amei as receitas, com certeza vou salva-las aqui.
sempre podemos mudar e se não podemos mudar, podemos diminuir, o povo brasileiro consome muita carne e tenho certeza que se isso diminuisse, seria melhor para saude de todos, já que ela leva um tempo consideravel para ser digerida.
Gostei de sua experiência de vida... Bjs

Tradutor

Mapa dos Visitantes

Falando Com Os Meus Botões