Seguidores

segunda-feira, 29 de outubro de 2012

O AMOR

imagem aqui
Hoje sinto-me nostálgica.

Fui ler Florbela Espanca. Piorou. Poemas maravilhosos, (é a minha poetisa preferida), mas que ainda me deixam com mais saudade do Amor. Esse sentimento que nos faz sentir...

O AMOR

Faz explodir o peito, o coração.

Faz borboletas na barriga,

Faz-nos embargar de emoção.

Deixa-nos com sorriso tolo...

Ao lembrar esse alguém querido

Caminhamos no céu

Voamos na terra

Pairamos entre o sonho e a realidade,

A fantasia parece verdade.

E a verdade irrealidade.

Ficamos entre o ser e o querer,

O amor... esse sentimento...

Sem o qual não podemos viver!

Idália Henriques
 
E agora o poema da Florbela Espanca, que era a ideia inicial, mas depois comecei a divagar.
 
 
Frémito de meu corpo a procurar-te
Frémito de meu corpo a procurar-te,
Febre das minhas mãos na tua pele
Que cheira a âmbar a baunilha e a mel,
Doido anseio dos meus braços a abraçar-te,
 
Olhos buscando os teus por toda a parte,
Sede de beijos, amargor de fel,
Estonteante fome, áspera e cruel,
Que nada existe que a mitigue e farte!
 
E vejo-te tão lonje! sinto a tua alma
Junto da minha, uma lagoa calma
A dizer-me, a cantar que não me amas...
 
E o meu coração que tu não sentes,
Vai boiando ao acaso das correntes,
Esquife negro sobre um mar de chamas...
 
Florbela Espanca
 
 
 
 
 

 

 

 

5 comentários:

Patricia Galis disse...

Sensacionais...uma bela postagem.

ELAINE disse...

Idália querida! Hoje o coração está brincando contigo... Poesias lindas! Muito obrigada pelo carinho! Já postei o Selo.... Vem ver! Um abençoado e feliz início de semana!
Abraço fraterno e carinhoso!
Elaine Averbuch Neves
http://elaine-dedentroprafora.blogspot.com.br/

Jacques disse...

Olá, Idália.
O amor nos faz ver (e sentir) o mundo de forma diferente, como se estivéssemos mais conectados a ele, e é isso o que o torna tão essencial.
Abraço, Idália.

INTEGRAL DE MIM E DE MEU TEMPO disse...

Ahhhh gostar de Florbela Espanca demonstra todo seu bom gosto Idália.
Lindos os poemas, as dores de amor, o entregar total da poeta.
Beijos!

Lílian Almeida disse...

amo Florbela, ela é intesa !

Beijo no coração!
Lílian -Blog:”Duas Moças Prendadas!”

Tradutor

Mapa dos Visitantes

Falando Com Os Meus Botões