Seguidores

domingo, 20 de janeiro de 2013

SÓ FIZ UM COMENTÁRIO



Imagem aqui


Um homem, há muito tempo, de tanto falar que o seu vizinho era ladrão, levou a que o rapaz fosse preso!
Dias depois, após longa investigação, descobriram que ele era inocente. O rapaz foi solto, e processou o velho homem.
No Tribunal o homem diz ao juiz:
_ Mas eu apenas fiz um comentário?! Comentários não causam assim tanto mal.
Ao qual o juiz responde:
_ Escreva os seus comentários num papel, depois pique-os e espalhe os pedaços no caminho de casa. Amanhã volte para ouvir a sentença.
O homem obedeceu e voltou no dia seguinte.
Quando começou a audiência, o juiz disse:
_Antes da sentença, para que eu acredite que o senhor é inocente, terá que apanhar os pedaços de papel que espalhou ontem.
Responde o velho homem:
_ Não posso fazer isso, o vento deve tê-los espalhado, já não sei onde estão.
E o juiz responde:
_ Da mesma maneira, um simples comentário, pode destruir a honra de um homem, a ponto de não podermos consertar o mal. Se não se pode falar bem de uma pessoa, é melhor que não se diga nada.

Sejamos donos da nossa boca, para não sermos escravos das nossas palavras.



Reflexão

A maioria das pessoas, gosta de fazer comentários, julgar e analisar a vida dos outros.
 Esse tipo de pessoas tem sempre a solução para todos os problemas (dos outros), e dizem sempre, _se fosse comigo, eu fazia assim, e fazia assado_ (frito ou guizado, digo eu), mas a verdade, é que elas não conseguem resolver os próprios problemas. Os outros é que são sempre responsáveis pelo que lhes acontece de mau, vitimizam-se até meter dó, até chegam a entrar numa espécie de competição a ver quem são as mais injustiçadas, mais doentes, mais infelizes... (e pasme-se, querem ganhar!...)
 Essas pessoas falam com leviandade de assuntos que desconhecem, e ao fazê-lo estão a sentir-se fortes, como se fossem alguém superior, que descobriu a pedra filosofal, e agora têm soluções para tudo!
Na verdade, estão apenas a enviar energia negativa, às pessoas que criticam. Muitas vezes a cobrir os comentários de falsa compaixão, usam uma capa tão carregada de inveja e maldade, que ao olhar dos mais argutos, não passa despercebida, mas ao olhar dos puros de coração, passa completamente ao lado. Não é doentio? Quando se é invejoso, até o mal dos outros é motivo de inveja, quanto mais não seja, porque agora o outro é que é o centro das atenções, embora muitas vezes o seja devido a grandes desditas! E como se sentem felizes ao dar conselhos que ninguém lhes pediu, e a opinar sobre assuntos que não lhes dizem respeito!
Não estão na pele do outro, não sabem, não sentem o que o outro sente. Não somos ninguém para julgar ninguém, e quando apontamos um dedo aos outros, apontamos três para nós
Vamos afastar-nos dessas pessoas? Não é necessário, porque quando estamos noutra filosofia de vida, a nossa energia muda, e, apesar do que diz a lei da física, atrai os iguais, repelindo os opostos. Atraímos pessoas com o mesmo nível energético.

Só por hoje... vou pôr mel nas minhas palavras e no meu coração...

Idália Henriques






6 comentários:

Van-Ivany Fulini Sversuti disse...

Bom dia amiga.
Que linda reflexão!
Uma verdade a ser seguida.
Passo para deixar um beijo e dizer que estou de volta embora limitadamente.
Lembranças a Cris a quem eu admiro demais.
Até.
Sua amiga
Ivany

Christian V. Louis disse...

Olá Idália!
Gostei bastante da reflexão e penso que ela se aplica perfeitamente, não apenas em nossas vidas reais, mas principalmente na vida virtual, onde por vezes, podemos denegrir a imagem de um alguém por toda a sua vida, porque aqui tudo fica registrado.
Eu sou o tipo de pessoa que faz bom uso da moderação de comentários, há gente que se julga superior, ou donos da verdade, ou no direito de apontar erros ou acusar coisas que até então desconhece.
Não sou ditador, mas este tipo de comentário em meu blogue passa por um bom filtro. Porque na vida já é difícil desmentir controlar uma ofensa ou calúnia, por aqui, mais ainda.
Muito bom seu post!

=> CLIQUE => ESCRITOS LISÉRGICOS...

Isa E. disse...

Idália, minha amiga!
O que dizer de um texto como esse?
Simplesmente maravilhoso e traz reflexões importantíssimas para todos nós!
"vou pôr mel nas minhas palavras e no meu coração..."
E é assim que deve ser!

Um grande abraço

Nádia Santos disse...

Parabéns amiga pela postagem maravilhosa e de utilidade pública. O que mais existe por ai é gente invejosa e que vivi em função de julgar o próximo. Gente negativa, mal-humorada, de energia ruim... fico a quilômetros de pessoas assim e vivo muito bem graças a Deus. Bjinhos minha linda, adorei passar por aqui.
htpp://poesiasesonetos.blogspot.com.br

Patricia Galis disse...

Menina que fantástico essa historia, é vdd depois que o mal se espalhou como recuar, melhor ficar de quieto.

VERINHA T disse...

Olá bom dia!!! Olá querida amiga, tudo bem? Lindo post, amei os girassóis.
Passei para te trazer meu carinho e te avisar que tem um mimo para você lá no meu blog.
Tenha um belo dia. Beijinhos

Tradutor

Mapa dos Visitantes

Falando Com Os Meus Botões